5/08/2005

Era uma vez um quarto que se tornou armazém

Agora, quando o meu quarto tresanda a tabaco e alcool, em vez de abrir a janela, abro as gavetas onde amontoei os exemplares dos meus livros. De imediato, o cheiro a papel novo espalha-se entre as quatro paredes do quarto que se tornou armazém.

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home